Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011


Sou a busca insensata do hoje.

O devanei do amanhã .

A tortura do ontem.

Sou uma menina em corpo de mulher

Uma mulher com lado menina

Sou segura em meu equilibrio

Insegua em meu atino

Impulsiva em meus desejos ocultos

Controlada em sua rotina

Romântica em seus sonhos, com alguns pesadelos

Feridas que cicatrizam, dores esaplhadas pela alma

Somente a Graça de ser eu em Graça

Simplesmente uma mulher


Andar entre grandes obstáculos, com a segurança de ser mulher
Pisar em inúmeros cascalho, deixando estremecer entre as sinuosas curvas de uma vida.
Deixando para o passado apenas os rastros.
Em cada pisar um novo recomeçar de um futuro.
Graça

zezé di camargo e luciano - fui eu



A DOR DA ALMA


Dentro a alma


Quantos momentos vividos entre expectativas, desfrutando de grandes sentimentos, buscando razão em emoções sentidas,

Em plena irracionalidade de de seu coração a única arma era a de vencer pela Paixão e vivenciar o amor, oculto ao mesmo tempo alarmante.

Um desejo que invade o ser e alma, dando discernimento para o real........

Hoje fica a dor , lembranças do que se sonhou.

Somente a alma em seu calar , estará´cicatrizando a sua dor de um grande amor.

Graça